Inclusão Financeira

Glossário

Activos (financeiros) – tipo de activo (bem) que um particular ou empresa detém no mercado financeiro, (por exemplo acções, obrigações, títulos públicos);

Adware – programa projectado para apresentar publicidade. Pode ser utilizado de forma legítima, quando incorporado em programas e serviços, como forma de patrocínio ou retorno financeiro para quem desenvolve programas livres ou presta serviços gratuitos. Também pode ser utilizado para fins maliciosos quando a publicidade apresentada é direccionada de acordo com a navegação do utilizador;

Aforro – ver Poupança;

Agente superavitário – entidades ou pessoas que têm poupanças ou excedentes de liquidez e não têm como os aplicar;

Agente deficitário – entidades ou pessoas sem poupanças, que precisam de liquidez para as suas aplicações ou investimentos;

Aluguer de cofres – serviço prestado pelo banco que cede um “espaço” autónomo e inspanidualizado para os seus clientes, de modo a estes possam ali guardar os valores que entenderem;

Amortização de empréstimo – também designado por liquidação de empréstimo. Processo através do qual se extingue uma dívida através do reembolso do capital;

Antivírus - programas que detectam a presença de vírus e outros malware no seu computador, garantindo a integridade do equipamento e das suas informações;

Anuidade – comissão cobrada anualmente pelos bancos aos clientes que possuam cartão de crédito, mesmo que não o utilizem;

Aplicação (financeira) – termo utilizado para se referir a um produto financeiro ou a um investimento num produto financeiro.
Banco Nacional de Angola (BNA) – também designado por Banco Central, tem, entre outras funções, a responsabilidade de regulador e supervisor do sistema financeiro nacional e velar pela sua estabilidade;

Browser – aplicação que lhe permite navegar na internet, como o Internet Explorer, o Mozilla e o Google Chrome.
Caixa Automática – equipamento que permite a utilizadores autorizados (normalmente titulares de cartões válidos para transacções financeiras num determinando sistema) aceder a serviços financeiros e de outra natureza, incluindo levantamento de notas;

Câmbio – também designado por taxa de câmbio ou cotação. Designa o preço ou valor de uma moeda estrangeira expresso em moeda nacional;

Capital – todo o montante monetário de um particular ou de uma empresa, e como tal, susceptível de aplicação;

Capital garantido – aplicação que no final do prazo garante, no mínimo, o valor investido;

Capital investido – montante ou valor aplicado num produto bancário ou financeiro;

Carding – manipulação e obtenção de dados pessoais na face ou nas bandas magnéticas de cartões de crédito, débito ou de telecomunicações;

Carência de Capital – período de tempo em que as prestações pagas são apenas compostas por juros, mantendo-se o capital em dívida inalterado. Durante este período não se amortiza o empréstimo, apenas se pagam os juros;

Cartão de crédito – meio de pagamento que está associada uma conta (vulgo conta-cartão) com linha de crédito. Permite ao titular fazer a aquisição de bens e serviços cujo montante liquidará posteriormente, junto do emitente do cartão e de acordo com as condições estabelecidas. O levantamento de numerário está, regra geral, sujeito ao pagamento de uma comissão por cash-advance;

Cartão de débito – meio de pagamento que permite ao titular o acesso electrónico à sua conta de depósitos à ordem, à qual o cartão está associado. Pode ser utilizado num terminal de pagamento automático (através de transferência de fundos), ou num caixa automático, permitindo a realização de spanersas operações;

Cartão pré-pago – meio de pagamento em que são previamente efectuados carregamentos de determinados montantes e, posteriormente, poderão ser utilizados em terminais específicos;

Certificados (de depósitos) – títulos nominativos que representam depósitos a prazo, constituídos junto dos bancos que os emitem;

Certificado de Segurança Digital - é uma garantia fornecida por uma entidade que confirma a identidade do titular do certificado digital e o nível de segurança do site. Para visualizar o certificado de segurança de qualquer site, deve fazer clique sobre o ícone do cadeado existente na barra de endereços do browser;

Cessão financeira – também designado Factoring, designa a aquisição de créditos de curto prazo, derivados da venda de produtos ou da prestação de serviços, nos mercados interno e externo;

Cheques – documento onde o titular da conta ordena ao seu banco que, por contrapartida do débito da sua conta, este pague uma determinada quantia a um beneficiário;

Código de Conduta – conjunto de normas/regras de carácter ético produzidas por uma organização que servem de orientação e regulação da sua actividade;

Comissão de gestão – comissão debitada periodicamente a um fundo, destinada a remunerar a entidade gestora pelo seu serviço;

Comissão do Mercado de Capitais (CMC) – entidade que regulamenta, supervisiona e fiscaliza a actividade, funcionamento e os agentes que intervêm no Mercado de Valores Mobiliários;

Comissões – as prestações pecuniárias exigíveis aos clientes pelas instituições financeiras, como retribuição pelos serviços por elas prestados, ou subcontratados a terceiros, no âmbito da sua actividade;

Compensação bancária – processo no qual o banco confere valores e dados, e então faz a liquidação ou transferência de fundos, seguindo regulamentação rigorosa definida para o sistema de pagamentos de Angola;

Condições de amortização – pressupostos acordados entre as partes relativamente ao modo de amortização do empréstimo;

Conexão segura – conexão que utiliza um protocolo de criptografia para a transmissão de dados, como por exemplo, HTTPS ou SSH;

Conta colectiva – conta que tem mais do que um titular, sejam eles pessoas singulares ou pessoas colectivas. Quanto à forma de movimentação, estas contas podem ser conjuntas, solidárias ou mistas.

  • São conjuntas as modalidades de movimentação a débito em que são necessárias as assinaturas de todos os titulares;
  • São solidárias as modalidades de movimentação a débito em que basta a assinatura de qualquer dos titulares;
  • São mistas as modalidades de movimentação a débito em que valem as assinaturas de uma parte dos titulares, de acordo com o estabelecido no acto de abertura da conta;
Conta de depósito à ordem – modalidade de depósitos na qual o banco fica obrigado a restituir a qualquer momento o dinheiro que o cliente lhe confiou;

Conta-cartão – conta atribuída ao titular de um cartão de crédito com o valor do montante atribuído pela entidade emitente do cartão;

Contrato de Adesão - contrato mediante o qual a entidade emissora disponibiliza o cartão de pagamento ao respectivo titular e contém as regras e condições de utilização. Esse contrato deve obedecer ao Aviso nº 10/12, de 2 de Maio;

Cotação - também designada câmbio ou taxa de câmbio. Designa o preço ou valor de uma moeda estrangeira expresso em moeda nacional;

Crédito – acto pelo qual uma instituição financeira bancária ou não bancária, agindo a título oneroso (i) coloca ou promete colocar fundos a disposição de uma pessoa singular ou colectiva, contra a promessa desta lhe restituir na data de vencimento ou (ii) contrai, no interesse da mesma, uma obrigação por assinatura, tal como uma garantia;

Crédito à habitação – empréstimo que se destina à aquisição, construção e realização de obras de conservação, destinado a habitação própria permanente, secundária ou à aquisição de terreno para construção de habitação própria permanente.

Credor – titular de um direito de crédito;

Criptografia – técnica usada para codificar uma informação de modo a que somente o emissor e o receptor possam entendê-la, evitando que terceiros consigam interpretá-la, caso sejam interceptada.
Depósitos – contracto pelo qual uma entidade (depositante) confia dinheiro a uma instituição financeira bancária (depositária), a que fica com o direito de dispor dele para os seus negócios, assumindo a responsabilidade de o restituir, com ou sem juro, no prazo convencionados.

DNS – do termo em inglês Domain Name Server, o sistema de nomes de domínios é responsável pela tradução do nome de domínios para o endereço IP correspondente e vice-versa, entre outros. Funciona como um catálogo de endereços numéricos da internet para que um site possa ser localizado.
Empréstimo bancário (ou crédito bancário) - consiste na disponibilização de fundos por parte do Banco (instituição bancária) a um cliente (beneficiário do crédito). Mediante um contrato, o cliente tem o compromisso de devolver integramente o valor ao Banco, aumentado de juros pre-fixados, dentro de prazos estabelecidos.
Firewall – aplicação que cria uma barreira para prevenir acessos não autorizados ao seu computador;

Fraude – acção ilícita ou de má fé com o objectivo de obter benefícios pessoais, directos ou indirectos.
Home banking – acesso à instituição bancária através da internet, permitindo a gestão das contas bancárias, o acesso a instrumentos bancários e à realização de pagamentos, a partir de um computador ou telemóvel;

HTTPS (HyperText Transfer Protocol Secure) – protocolo que permite que os utilizadores da internet utilizem, de forma mais segura, páginas da internet e informações de servidores, uma vez que o HTTPS permite a encriptação e transmissão de informações através conexões seguras, por meio de mecanismos de segurança, como o SSL e o TLS;
Intermediação financeira – actividade exercida pelas instituições bancárias, que consiste na captação da poupança, na forma de depósitos e outros instrumentos passivos, que são posteriormente utilizados para o financiamento das necessidades dos agentes económicos que dele precisam, na forma de crédito bancário.

Investimento – aplicação de fundos destinada à obtenção de um determinado rendimento.
Keylogger – aplicação que reconhece continuamente as teclas que o utilizador pressiona, permitindo que terceiros possam utilizar esta informação sem o seu conhecimento.
Malware – termo genérico utilizado para descrever programas desenvolvidos paras executar acções danosas e actividades maliciosas no seu computador ou dispositivo móvel. Os tipos específicos de códigos maliciosos são vírus, spyware, cavalos de tróia, entre outros.

Microcrédito – concessão de crédito de baixo valor a particulares, pequenos empreendedores informais e microempresas sem acesso ao sistema bancário tradicional;

Mouselogger – aplicação que reconhece continuamente os cliques no rato que o utilizador efectua, permitindo que terceiros possam utilizar esta informação sem o seu conhecimento;

Mobile banking – acesso à instituição bancária através de um dispositivo móvel com ligação à internet (3G, GSM/GPRS ou Wi-Fi), permitindo a gestão das contas bancárias, o acesso a instrumentos bancários e à realização de pagamentos;

Mobile Money – Serviço de pagamento e transferências de dinheiro através do telemóvel, exclusivo para clientes Banco Postal/ Xikila Money. É uma conta virtual onde o cliente poderá guardar o seu dinheiro de forma segura para utilizar em transacções bancárias.
Pagamento de cheques – liquidação de um cheque, ao seu beneficiário, por crédito em conta ou entrega em numerário;

PIN – o código secreto necessário para a utilização de cartões de débito e de crédito. PIN é a sigla para Personal Identification Number ou Número de Identificação Pessoal;

Pharming – tipo de ataque informático que explora as vulnerabilidades dos browsers, dos sistemas operativos e dos servidores de DNS, de modo a redireccionar a navegação dos utilizadores para sites falsos, por meio de alterações no serviço de DNS (sistema de nome de domínios responsável pela tradução do nome de domínios para o endereço IP correspondente e vice-versa);

Phishing - técnica em que se utiliza o correio electrónico e websites fraudulentos concebidos para obter dados pessoais e financeiros de um utilizador, através do uso combinado de meios técnicos e engenharia social;

Poupança – Também designada por aforro. Diferença entre o rendimento disponível e o que se gasta em consumo;

Preçário – conjunto de informação, permanentemente actualizada, relativa às condições gerais com efeitos patrimoniais dos produtos e serviços financeiros, disponibilizado ao público pelas instituições financeiras e composto pelo Preçário de Comissões e Despesas e pelo Preçário de Taxas de Juro. Esse preçário deve obedecer ao Aviso nº 2/14, de 20 de Março.
Screenlogger – aplicação que tira uma fotografia ao ecrã do computador para visualizar o que o utilizador vê, permitindo que terceiros possam utilizar esta informação sem o seu conhecimento;

Site – conjunto de páginas na internet, identificado por um nome de domínio específico;

Skimming – captura da informação da banda magnética do cartão e do respectivo PIN, permitindo a posterior clonagem do cartão original;

Spam – mensagens de correio electrónico não solicitadas, que normalmente são enviadas para um grande número de pessoas;

Spread – percentagem de acréscimo ou de redução em relação a uma determinada taxa de juro ou de câmbio;

Spyware – programa projectado para monitorar sub-repticiamente as actividades de um sistema e enviar as informações recolhidas para terceiros. Os tipos de spyware mais conhecidos são keylogger, mouselogger, screenlogger e adware.

SSL – do inglês Secure Sockets Layer, é um protocolo que utiliza criptografia para garantir a confidencialidade e integridade da comunicação entre um cliente e um servidor, podendo ser usado para autenticação.
Taxa de juro – preço do dinheiro que o tomador deve pagar ao proprietário do capital emprestado, durante um determinado período de tempo, expresso em percentagem;

Transferência – operação de débito numa conta de um determinado titular para crédito de uma outra conta do mesmo titular ou de outros titulares, do mesmo banco ou de outros bancos, do mesmo país ou de outros países;

TSL, do termo inglês Transport Layer Security – é um protocolo de utiliza criptografia para garantir a confidencialidade e integridade da comunicação entre um cliente e um servidor, podendo ser usado para autenticação.
Vírus – – programa (ou parte de um programa) capaz de infectar outros programas e ficheiros num computador. Para tal, o vírus instala uma cópia de si mesmo num programa ou ficheiro, e depende a execução do programa ou arquivo hospedeiro para torna-se activo e dar continuidade ao processo de infecção.

Fale Connosco

Envie-nos as suas questões. Responderemos o mais breve possível.

Para enviar o seu currículo, clique aqui.
Os currículos enviados pelo formulário abaixo, não serão considerados.

Este site usa cookies para garantir que obtém uma melhor experiência de navegação. Saiba mais sobre a nossa Política de Cookies.
Fechar
Pesquisar...